terça-feira, 5 de maio de 2009

HITS AGAIN


Este é um documento exemplar de uma turma de músicos que chegou a ser ridicularizada à época pelos engajados MPBistas xiitas sob a alegação de ser ultrajante uma música feita por brasileiros conter letras em inglês. Tomando por base a xenofobia reinante naqueles anos de chumbo, tornou-se um prato cheio para a ranzinza inteligentzia tupiniquim. Já eu -talvez o único- considero que esse 'movimento', espremido entre a tropicália e o boom do pop brazuca dos 80, foi uma resistência tão contundente contra a ditadura quanto a perpetrada pelos medalhões da MPB que resistiram bravamente à censura através de uma poética recheada de metáforas e subliminaridades. Para entender melhor a coisa, é importante saber que naquele 'regime de exceção', TODAS as letras produzidas na música nacional obrigatoriamente passavam por um (ou vários) censor que decidiria se a letra seria liberada, mesmo que com cortes providenciais, ou não; por outro lado, o material gringo -salvo houvessem restrições impostas pelos EUA- estava completamente liberado previamente. Daí distorções como um disco inteiro de Milton Nascimento, 'Milagre dos Peixes', ter sido censurado e 'Je T'Aime(Mois Non Plus)', alguns minutos de uma deliciosa Jane Birkin chegando ao orgasmo (ou a vários), liberada. É verdade que pouco tempo depois tentaram bani-la das rádios mas, aí, já era muito tarde. E foi a esse nicho que gravadoras como RGE, Tapecar, Top-Tape, Som Livre e diversas outras se apegaram. Afinal, se era preciso ser estrangeiro para tocar em seu próprio país, então porque não forjar esta situação? E assim foi feito.
No entanto, foram rechaçados não apenas por serem considerados alienados -um termo muito recorrente no período- mas, verdade seja dita, também pela qualidade dos profissionais envolvidos nestas gravações, todos experientes músicos de estúdio e baile e contando com arranjadores do porte de Daniel Salinas, Otávio Augusto, Gaya, Cipó, etc. Estas gravações são de uma qualidade técnica tão espantosa que faziam com que a grande maioria dos discos produzidos na música popular do país à época mais parecessem trabalhos de amadores. Tudo bem, a maior parte do que foi produzido sob este formato era de gosto duvidosíssimo, mas não há como negar o capricho com que eram cercados e, até mesmo, podemos encontrar algumas pérolas nesse material. Algumas dessas músicas -'Feelings', de Morris Albert (aka Maurício Alberto), é um caso clássico- chegaram a expandir suas fronteiras e tornaram-se sucessos mundiais. Pudera! O inglês de todos era impecável -provavelmente, devido a anos de bailes- e os timbres dos instrumentos, os arranjos de cordas e a qualidade da mixagem eram de nível internacional. Por aqui, foram sucesso absoluto e muitas destas músicas ainda hoje são ouvidas nas programações de muitas rádios. A título de curiosidade, vale citar mais alguns dos pseudônimos ligados a figuras muito famosas no mundo da música: Tony Stevens (o falecido Jessé), Mark Davis (Fábio Jr.), Paul Bryan (Sérgio Sá, cantor/compositor/pianista/arranjador), Chrystian (manteve o pseudônimo na dupla com seu irmão Ralf), Pete Dunaway (o mais refinado -'I'll Be Fine' é minha predileta- e conhecido como Otávio Augusto, conceituado arranjador e diretor artístico da Som Livre), Michael Sullivan (outro que manteve o pseudônimo), entre muitos outros. E nem citei bandas como Pholhas, Memphis, Lee Jackson, Light Reflections e The Buttons que contém alguns trabalhos bem interessantes em suas discografias. Infelizmente, a coisa começou a avacalhar quando, a título de sonegar direitos autorais, as gravadoras passaram a encomendar covers de músicas que estavam bombando e apenas alterando o nome do(a) cantor(a), como '48Crash' com uma tal de Susan Quacker ou 'Flying' com Christie Burg. Eu tenho uma versão editada -que seria postada lá no G&B com uma capa customizada- destes 4 discos, onde excluí estas empulhações; no entanto, preferi despejar por aqui nesta querida pocilga a podreira inteira.
Aê, Zaqueu, falei tanto que a boca secou. Será que ainda dá pra tirar um chopp estupidamente gelado de saideira? Ah, e não esquece d'ALeda também!!!



cd 1
01 - Me And You - Dave Maclean
02 - Don´t Let Me Cry - Mark Davis
03 - I´ll Be Fine - Pete Dunaway
04 - Do You Love Me - Dave Dee & Mea Cat
05 - True Love - Steve Maclean
06 - Pigeon Without A Dove - Patrick Dimon
07 - Hey Girl - Lee Jackson
08 - Superman - Excelsior
09 - She´s My Girl - Morris Albert
10 - Girl Of The Past - Peter Mc Green
11 - Bee Gees Medley - Harmony Cats
12 - Hey Hey - Family Unlimited
13 - Tenderness - Brothers
14 - My Love For You - Don Elliot
15 - Paloma - Sunday


cd 2
01 - Summer Holiday - Terry Winter
02 - My Mistake - Pholhas
03 - Those Shadows - Paul Jones
04 - Rain And Memories - Paul Denver
05 - Deixa - Bandits Of Love
06 - Shine Shine - Water Proof
07 - Lies - Chrystian
08 - Nights Of September - Edward Cliff
09 - My Baby - Uncle Jack
10 - You´re The One That I Want - The Victoria Project
11 - We Said Goodbye - Dave Maclean
12 - So Lucky - Charles Marx
13 - Angel - Julian
14 - Love Me Like A Stranger - Tony Valdez
15 - Piano - Bruno Carezza

cd 3
01 - Don´t Say Goodbye - Chrystian
02 - Tell Me Once Again - The Light Reflections
03 - Flying - Christie Burgh
04 - Ecstasy - Malcom Forest
05 - Listen - Paul Bryan
06 - Puff The Magic Dragon - Terence Stample
07 - Sweet Daisy - Memphis
08 - Baby Face - Wheels Of Fire
09 - Gaye - Tobi Chris
10 - Places - Steve Maclean
11 - Drops - Cinthia
12 - Whispering - The Buttons
13 - The Funniest Joke - Napoleon
14 - Spring - Glenn Michael


cd 4
01 - I´m Gonna Get Married - Sunday
02 - Feelings - Morris Albert
03 - If You Could Remember - Tony Stevens
04 - One Day In Your Life - Don Elliot
05 - Choo Choo Choo - Lee Jackson
06 - Beacher - Kompha
07 - My Dear - Manchester
08 - She Made Me Cry - Pholhas
09 - He - All Together
10 - Our Love Dream - Terry Winter
11 - My Life - Michael Sullivan
12 - Mexican Divorce - Geminis
13 - 48 Crash - Susan Quacker
14 - She Loves You - Komendaylee


Links originalmente postados no Arquivos Tio Sam

25 comentários:

Big clash disse...

Grande postagem Berlota...muitas pérolas no pedaço.
Zaqueu...aproveita e me traga um Rabo de Galo...Como grande Cruzeirense que sou, este é o meu aperitivo predileto...hehehehe...

Herman disse...

Fui procurar o vídeo da Jane Birkin,só pra ouvir o orgasmo (que pervertido!)...como Edson sugeriu,quem sabe com um goró e uma Leda com um bom recheio,de pra se divertir com esse play.

Zaqueu!!!...cadê voce meu fio???

Edson d'Aquino disse...

Mr. Big, me lembro que alguns eram apresentados, na maior cara dura, pelo Chacrinha como grandes atrações internacionais, davam entrevistas em inglês e o escambau, hehehe. Tá rindo a toa, né? E eu chorando bagarai!
[]ões

Edson d'Aquino disse...

Pô, Herman, achou esse vídeo? Será q foi feito um? Vou ver se consigo porque a Jane Birkin é o seguinte...
[]ões

Guzz Lightyear disse...

Meu, cada coisa que tá aparecendo no boteco!!!

Não conheço quase nada daí.
Mas de cara eu vi o Dave Maclean e por acaso sou "amigo" do filho dele, o André Gonzales, um dos melhores bateras que eu já vi tocar, um músico fantástico.

http://www.andregonzales.com/

Cordas Bandas e Metais disse...

Como diria o Chatonildo do Faustão: Êêêiita!!!

Herman disse...

taí Edson...
http://www.youtube.com/watch?v=2bNsI9eXpAc

woody disse...

Muita marofa dá nisso!!

Tb quem mandou descer a lenha no BJ, agora guenta! Pelo menos no quesito originalidade levou nota 10!


Abraço,
WOODY

PAULÃO - ATITUDE UNDERGROUND disse...

valeu cara... esse é o maior arsenal de brasilbregas kakakakakakaakaka
tem de Jessé a Fábio Junior, passando por Cristian, Ralf e cia ltda

DAGON disse...

Muito bom, vi esse post no painel sábado e comentei aqui em casa que era um treco histórico, parabéns pelo post Edson, muito legal mesmo.

Abs.

Zakk disse...

Musica de BAR!!! ahahaha

Abraço

Zakk

Big clash disse...

Berlota, lembro-me também que as quartas tinha o Globo de Ouro na TV e apareciam estas peças por lá...e também um tal de Oswaldo (?)Montezuma cantando os hits da época em inglês...Na minha casa tinha um compacto simples do Dave Maclean com uma destas músicas da postagens.

Drachen disse...

Te dizer Edson, após ler tudo lá......secou até os meus ZUVIDOS....

manda o Zaqueuuuu pra k mermão.....


kkkkk


ahh te dizer tem muita coisa ai q nem pensava em ouvir..mas.....tua assinatura e o post vale muito...então...vo ouçar rssss

abraço

Edson d'Aquino disse...

Jack O Estripador Rides Again:
-Putz, q bacana vc conhecer o Dave McLean, Guzz. Tive 2 compactos dele, hehehe;

-Pois é, Nino, se Chacrinha já era dose, Faustão é phoda. Me amarrei qdo o Lulu Santos deu aquela desancada nele, hehehe;

-Valeu, Herman, logo depois daquele comentário fui lá no iutubiu e encontrei rapidinho;

-Mas sabe q tem algumas coisas que esses caras aí cantavam q nem eram tão bregas assim. Românticas, sim, mas não exatamente bregas;

-Mais um bruto q também ama, né, Dagon? hehehe;

-É de boteco, mesmo, Zakk;

-É mesmo, Mr. Big, Globo de Ouro. E...vou confessar...toquei por alguns meses com o Walter Montezuma em um pub aqui na Lagoa(RJ) nos anos 80. O cara era gente fina e cantava bagarai mas o repertório...;

-Drachen, esse é o espírito da coisa: postar podreira geral, hehehe.

[]ões a todos

"Please Don't Say Gooooooodbyyyyyyeeeee...."

DAGON disse...

Os putos (!) tbm amam sim senhor, hahaha.

[]s.

Guzz Lightyear disse...

Então Edson, na verdade eu não conheço o Dave e sim o filho dele, o André, que já tocou com quase todo mundo, O Terço (no tributo ao Raul), Gilberto Gil, Fireball (Purple Cover), toca com o Roberto Justus e tb com um amigo meu, o Ricky Furlani... que puta salada (de clorofila)... então pra acompanhar, Zaqueu, manda um conhaque!

José Renato disse...

Essas músicas aí (quase todas) faziam parte dos famosos bailes "Mela Cueca" de fins dos 70 até começo dos 90. Lembram disso???
Graaaaaande postagem Edson...

Edson d'Aquino disse...

Zé,
Aqui no Rio nós não tínhamos tipo um baile mela-cueca, tínhamos a 'Sessão Mela-Cueca'. Nada mais que 2 -no máximo 3, dependendo da extensão do baile- inserções de aproximadamente 30 min. de 'ralação' geral, hehehe. Fui 'Disc-jockey' (ninguém abreviava, hehehe) e essa era uma fórmula infalível: rock, pop,soul, phunk e mela-cueca.
Aê, Zaqueu! Uma cuba-libre no canudinho!
[]ões

Edson d'Aquino disse...

Pois o filho pode ter muito orgulho do véio, Guzz, porque era foda sobreviver de música naquela época. Se bem que hoje também...
[]ões

Edson d'Aquino disse...

Me inclua fora dessa, Dagon, hehehe.
[]ões

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Vixemariacrendospadre!! rsrsrsrs
Isso já era ruim naquela época, agora envelhecido, então...
O mais louco é que deve estar bombando de downloads - o Zaqueu é foda, mantém a galera tão encachaçada que neguim acha tudo muito bão, tudo bão demais.

Esse negócio de baile... Volta e meia eu comandava as carrepetas e quando a pista começava a esvaziar era só colocar uma 'The Closer I Get To You' (ou qualquer uma dessas) pra encher de casais dançando agarradinho, tentando passar uma mão aqui, outra ali, para com essa porra senão vai tomar um tapão, e por aí vai... rsrsrsrsrsrsrs

Bons tempos em que os pares eram de sexos diferentes... rsrsrs

Grande abraço.
Valeu!
ML

Edson d'Aquino disse...

Deve estar bombando, mesmo, Maddy, mas, como os links são de Rapidshit, não dá pra saber. Porra, 'The Closer I Get To You', dos fantásticos Roberta Flack & Donny Hathaway, era foda mesmo. E 'Lovin' You' da Minnie Ripperton? Putz, lotava a pista de testosterona, hehehe.
[]ões

Big clash disse...

Caras, eu também curtir os bailes... era bom demais.

Edson d'Aquino disse...

Putz, Woody, fui fazer uma revisão por aqui e percebi q não lhe respondi naquele comentário 'Jack'. Desculpaê!
Eu te disse que esse post vc não ia aturar!
[]ões

Guzz Lightyear disse...

Há uma semana um amigo me pediu pra gravar uma coletânea, me passou a relação das múscias e entre elas havia "If You Could Remember" com Tony Stevens. Procurei na wikipedia quem era Tony Stevens e vi que ele foi baixista do Foghat e também do Savoy Brown. Mas ai meu amigo me disse se tratar de um pseudônimo do Jessé.
Fui então fazer uma busca no google blogs, (dica do Morcegão), e me deparei com essa coletânea!!
O mundo dá voltas...