domingo, 10 de maio de 2009

Supertramp - Paris (1980)





Paris disc 1

01- School
02- Ain't Nobody But Me
03- The Logical Song
04- Bloody Well Right
05- Breakfast In America
06- You Started Laughing
07- Hide In Your Shell
08- From Now On


Paris disc 2

01- Dreamer
02- Rudy
03- A Soapbox Opera
04- Asylum
05- Take The Long Way Home
06- Fool's Overture
07- Two Of Us
08- Crime Of The Century



Supertramp é uma banda difícil de ser classificada. Mesclando elementos de progressivo, rock e pop, o Supertramp fez um som único, reconhecido aos primeiros acordes do piano de Rich Davies e, principalmente, pela voz inconfundível de Roger Hodgson.
Fez grande sucesso nos anos 70 que culminou com o álbum ao vivo "Paris", um clássico irretocável com hits como "The Logical Song", "From Now On", "Hide In Your Shell" e a magnífica "Fool's Overture".
Com a saída de Roger Hodgson em 1983, a banda perdeu uma de suas principais características e, mesmo continuando em atividade até hoje, caiu no ostracismo.

12 comentários:

Edson d'Aquino disse...

Sou fãzaço-aço-aço de 1ª hora de Supertramp (comprei imported ainda o da rosa assim q foi lançado) mas, confesso, que esse 'Paris' foi uma decepção pra mim à época, a ponto de ter todos (com Hodgson) originais e este nem genérico, hehehe. Todas as músicas soam idênticas às suas versões em estúdio e não é isso que costumo esperar de um registro ao vivo.
Mas é um bom aperitivo pra quem -será q existe alguém?- ainda não os conheça.
[]ões

PAULÃO - ATITUDE UNDERGROUND disse...

GRANDE DISCO, ESTAVA NA LISTA PARA SER POSTADO NO CLASSIC ROCK

PAULÃO - ATITUDE UNDERGROUND disse...

EI EDSON, TEMOS OPINIÕES DIFERENTES SOBRE ESSE DISCO,PARA MIM É UM DISCO ONDE OS MÚSICOS TOCAM MUITO E EU GOSTO DISSO, BANDAS QUE CONSEGUEM REPRODUZIR AO VIVO O QUE FAZEM NO ESTÚDIO.
E O SERGIO PAPAGAIO? JÁ BAIXOU KAKAKKAA
TÁ LÁ NO ATITUDE FANZINE

Big clash disse...

Discaço Fireball...há tempos não ouolo.
VBaleu.

DAGON disse...

Belo post Fernando, até hoje realmente é dificil calssificar essa banda, de qualquer maneira ela é uma das grandes clássicas do rock, gosto muito.

Abraço.

Drachen disse...

òtimo post mermu...tenho o vinilzaum .......


abraço

Edson d'Aquino disse...

Com certeza, Paulão, todos na Supertramp tocam muito -e isso me chamou a atenção desde o 1º trabalho deles- mas curto demais uma boa dose de ousadia no palco, algo que faltou, e muito, nesse disco. É aquele negócio: por gostar tanto da banda, esperava muito mais. E ainda dei um azar tremendo de assistí-los ao vivo aqui no Rio já sem o Hodgson e lotado de músicos de estúdio no palco. Até hoje, qdo me perguntam qual foi o pior show q já assisti, mando esse na lata, hehehe.
[]ões

Zakk disse...

caraca esse disco é uma obra prima.. ja ate postei no RocknRulez.... tenho em Vinil!!!

Abraço e parabens pelo bom gosto!!!

Zakk

Anônimo disse...

AI VC TEM ARGUMENTOS EDSON...É TIPO QUANDO FUI ASSISTIR AO MERCYFUL FATE, QUASE VENDI MINHA COLEÇÃO KAKAKAKA KING DIAMOND AO VIVO É UMA MERDA

Fireball disse...

Edson,

Dessa vez discordo de você.

Acho que as versões ao vivo, apesar de parecidas com as originais, estão mais encorpadas.

A maioria delas eu acho que ficou melhor.

Além disso, algumas bandas não são muito chegadas a ousadias no palco (nem todo mundo é igual a um Led Zep ou um Purple).

Eu também adoro jam bands, improvisos e modificações das músicas originais no palco, mas parece que essa não é a proposta do Supertramp.

Uma banda que eu adoro e que há muito tempo deixei de comprar seus álbuns ao vivo é o Iron Maiden, que toca tudo à risca nos shows.

A diferença é que, ao contrário do Supertramp, as versões de estúdio do Maiden são quase sempre melhores que ao vivo.

Abraço

José Renato disse...

Este eu tenho o vinilzão duplo e gosto bastante...

Edson d'Aquino disse...

OK, vcs venceram!!! Batata frita, Zaqueu!!! hehehe
Mas, sério, acho q um alive como o 'Alchemy' do Dire Straits, também com várias músicas tocadas com extrema fidelidade mas com outras em que aproveitam pra brincar um pouco, me é muito mais atraente. No caso do Supertramp, 'Paris' me passou muita frieza. A vantagem é que funciona bem como um best of pois só lançaram mais um álbum após 'Paris', 'Famous Last Words', um trabalho subestimado mas com temas excelentes.
[]ões