sexta-feira, 1 de maio de 2009

Violeira Helena Meirelles...essa gostava de uma Cagibrina


Fiquei pensando no que postar aquí no boteco que não teria a ver com as postagens do Let's Rock,confesso que não foi fácil,pois sou meio bitolado em roquenrrow...mas também sou vidrado em violão e guitarra o que me fez lembrar de uma violeira que tem muito a ver com a proposta do boteco pois além de tocar muito - a ponto de ser escolhida em 1993 pela Guitar Player (com voto de Eric Clapton), como uma das "100 mais" por sua atuação nas violas de 6, 8, 10 e 12 cordas - gostava de uma cana lascada.

Nasceu numa fazenda no pantanal do Mato Grosso do Sul e cresceu rodeada de peões, comitivas e violeiros. Fascinada pelas violas caipiras, a família não permitia que aprendesse a tocar, o que acabou fazendo por conta própria, às escondidas. Aos poucos ficou conhecida entre os boiadeiros da região. Casou-se por imposição dos pais aos 17 anos, abandonando o marido pouco tempo depois para juntar-se a um paraguaio que tocava violão e violino. Separou-se novamente e, resolvida a tocar viola em bares e farras, deixou os filhos dos dois casamentos com pais adotivos e ganhou a estrada até encontrar o terceiro marido, com quem ficou junto há mais de 35 anos.

Depois de desaparecer por mais de 30 anos, foi encontrada bastante doente por uma irmã, que a levou para São Paulo, onde foi "descoberta pela mídia" a partir de uma matéria elogiosa na revista norte-americana "Guitar Player". Apresentou-se em um teatro pela primeira vez aos 67 anos, e gravou discos em seguida.

Em entrevista para jornalista Lucy Dias, Dna. Helena conta como começou a tocar:

'Eu tinha uns nove anos. Meu tio tava viajando e parou com a comitiva. Aí mandou eu buscar o violão dele, afinou e começou a tocar. Eu olhei, olhei e falei:"Tio, eu queria tocar uma moda com o senhor". Ele olhou espantado: "Tocar violão?" Expliquei: "É, eu já toco um pouquinho". Ele disse: "Vai buscar o violão lá, sua merda, se você não tocar eu vou te dar uma surra". Fui mais que depressa. Na hora de afinar, ele disse:"Dá aqui que eu afino". Eu disse: "Pode deixar que eu sei". Ele ficou com os olhos arregalados vendo eu afinar. Depois eu falei pra ele solar que eu ia acompanhar. Aí arrematei: "Agora o senhor me acompanha que eu vou solar". "Mas quem te ensinou?", ele me perguntou. "Eu aprendi sozinha vendo o senhor e o Aldo (o irmão) tocar." Daí em diante ele já foi lascando para todo mundo e falando que tinha uma sobrinha que tocava e tocava muito bem. Dali se alastrou para o Mato Grosso.'

Helena Meirelles - Histórias & Causos (1994)

Faixas:

1 Guaxo (Folclore)

2 Amélia Boiadeira (Folclore)

3 Me pega por favor (Folclore)

4 Chalana (Arlindo Pinto - Mário Zan)

5 Fiquei sozinha (Helena Meirelles)

6 Quatro horas da madrugada (Helena Meirelles)

7 Araponga (Folclore)

8 Flor de jasmim (Helena Meirelles)

9 Cerro Corá (Felix Fernandes - Hermínio Gimenez)

10 Molequinho malcriado (Folclore)

11 Merceditas (Ramon Sixto Rios)

12 Teu lencinho (Delinha - A.Flores - S.Migueri)

13 Fim de baile (Helena Meirelles)

14 Histórias & Causos: De boiadas e boiadeiros

15 Histórias & Causos: Fazenda Jararaca

16 Histórias & Causos: De boiadeiros e bordéis

17 Histórias & Causos: Parteira de si própria

18 Histórias & Causos: Saudades das comitivas

download do blog Rafael 6 Strings

http://www.4shared.com/file/37549576/627e32f8/Helena_Meireles_1994_Histrias_e_Causos_-_rafael6stringsblogspotcom.html?


Trailer do DVD Dona Helena

15 comentários:

DAGON disse...

Hahahahaha, essa postagem foi foda, será que terei coragem de baixar? Conheço um coroa que adora, acho que vou presentear ele com esse trem ae, rs.

Abs.

Edson d'Aquino disse...

Ô Dagon, eu acho q vc vai não só se surpreender com a viola que essa filhote de cruz-credo toca mas também se divertir com os 'causos'. Tenho esse original e nunca ouvi qualquer outro.
[]ões

DAGON disse...

Hahahahaha, vou baixar essa coisa e presentear o coroa, mas antes vou comprar uma 51 espremer um limão e ouvir essa bagaça, rs

[]s.

Big clash disse...

Oi Herman..Zuzubem?
devo dizer que esta mulher é o bicho...Sempre que vejo as capas de seus discos lembro-me daqueles bluesmans do delta do Mississipi...rsrsrs...sons diferentes, mas que o visão me tráz esta lembrança é certo.
Muito boa postagem...Vou tomar uma tindóida...tá servido?

Shakur disse...

salve dona helena haha

olha o vidio mto bom mto bom

hsuahsuahsuahsaushua

Ju disse...

Fala Herman!

Eu como legítima caipira que sou vou prestigiar o som da D. Helena sim!

Saúde a todos e vamo bbmorar!

woody disse...

Belo post Mr. Herman, a tiazinha aí mandava muito bem, pena que eu já tenho esse disco. A propósito vc conhece a discografia dela, sabe quantos álbuns ela gravou?

Abraço,
WOODY

José Renato disse...

Dagon:
Se você nunca ouviu essa senhora aí, perdeu muito, cara. Eu a considero o maior expoente da viola caipira de todos os tempos. E a história dela é simplesmente fantástica.
Só lamento que ela tenha sido reconhecida tardiamente e não tenha podido aproveitar a sua "fama" (não que isso fizesse diferença pra ela).
Ela toca muuuuuuiiiiiito!!!!
Grande Post, parabéns...

Lu Gasp disse...

Mandou bem Herman, grande figura, excelente artista!
Vou baixar!

Anônimo disse...

galera, em breve vou postar um ao vivo que é o bicho...
paulao

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Dona Helena é 'roots' e 'true' até a medula, é a ponte entre o Delta do Mississipi, New Orleans e o Pantanal Matogrossense; fez o pacto com o mesmo cramulhão do Robert Johnson! rsrsrs
Valeu, Herman, valeu!
ML

DAGON disse...

Zénato to bebendo coragem pra baixar, depois de tantos elogios não tem jeito, mas esse tbm vou dar de presente.

[]s.

Zakk disse...

pultaquelasparalhas... so falando assim mesmo.. essa figura toca muitooo.. vi uma vez na TV

Abraços

Zakk

Herman disse...

hey Wood a discografia dela é pequena são 5 discos...

1994 - Helena Meirelles
1996 - Flor de guavira
1997 - Raiz pantaneira
2002 - Helena Meirelles ao vivo
2003 - De volta ao Pantanal
2004 - Os bambas da viola

Anônimo disse...

Li todos os comentários dos sabichões acima. Coitados, não chegam aos pés da Dna Helena, fiquei imprensionada com ela. Toca muitooooo!!!! E só lhe deram valor por causa da revista americana, porque a midia mesmo só mostra porcaria.
Talentos mesmo como esse, raramente tem vez nesse país.
Adna