sábado, 9 de maio de 2009

Raíces de América - Raíces de América (1980) - Raíces de América Volume II (1981)


















Raíces de América (1980)

Track List:

Los Pueblos Americanos (Violeta Parra)
Zamba de Las Tolderías (Buenaventura Luna)
Cantor de Ofício (A. Morelli)
La Carta (Violeta Parra)
Plegaria Por Victor Jara (Tony Osanah / Enrique Bergen)
La Telesita (Andrés Chazarreta)
El Condor Pasa (Daniel A. Robles)
Guantanamera (Jose Martí)
Los Ejes de mi Carreta (Atahualpa Yupanqui)
Los Caminos (Enzo Merino/ Fredy Goes/Oscar Segovia / Enrique Bergen)
Negrita Martina (Daniel Viglieti)
Disparada (Théo de Barros / Geraldo Vandré)









Line Up:

MARIANA AVENA - Voz (solos)
TONY OSANAH - Voz (solos), flauta transversal, flauta doce, kalimba, charango sauro, autoharp, violão ovation, órgão
ENZO MERINO - Charango, zampoñas, quena, cuatro venezolano, violão, viola caipira, chillador, rabeca, vocal
WILLY VERDAGUER - Contrabaixo, órgão, vocal
OSCAR SEGOVIA - Batería andina, leguero del bombo, zabumba, tremeterra, persona sorda, caja, tumbadoras, bongós, placas, agogô, triângulos, reco-reco, madera-de-lluvia, trucu-trucu, cascabeles, maracas, vocal
JULIO CÉSAR PERALTA - Primeiro violão, vocal
FREDY GOES - Charango, zampoña, violão, vocal
CELSO RIBEIRO - Violão, charango, viola, zampoña, violão ovation, vocal

















Raíces de América Volume II (1981)

Track List:

Triunfo de la Esperanza (Oswaldo Avena / Facundo Cabral)
Los Hermanos (Atahualpa Yupanqui)
Borracho me Voy (Enzo Merino / Willy Verdaguer
Volver a Los 17 (Violeta Parra)
Fantasia Andina (Julio César Peralta) (Instrumental)
Abracadabra (Tony Osanah)
Cristalina (Willy Verdaguer / Celso Ribeiro)
Guajira para la Esperanza de América (Oswaldo Avena / Enrique Bergen
El Cantar Tiene Sentido (Tema do Folclóre Venezolano)
Pássaro Cativo (Celso Ribeiro)
La Ciudad (Enzo Merino / Oscar Segovia / Frederico Góes)















Line Up:

MARIANA AVENA: Voz (solos)
TONY OSANAH: Voz (solos), quena, flauta transversal, guitarras, violão ovation, autoharp,
ENZO MERINO: Charango, zampoñas, quena, toyo, violão, violão tenor, quatro venezolano, moceño, trutruca, viola caipira, vocal.
WILLY VERDAGUER: Contrabaixo, zampoña, bombo, violão, piano, vocal
OSCAR SEGOVIA: Bateria andina, violão, bombo leguero, zabumba, tremeterra, surdo, caixa, tumbadoras, bongós, pratos, agogô, triângulos, reco-reco, pau-de-chuva, trucu-trucu, cascabeles, maracas, campanitas, maracas, zurdo, cencerro, timbaletas, uñitas, uñas, apitos, violão.
JULIO CÉSAR PERALTA: Primeiro violão, vocal.
FREDY GOES: Charango, ganzá, maracas serrote.
CELSO RIBEIRO: Violão, charango, zampoña, violão ovation.
OSWALDO AVENA, músico convidado, participou como violonista em: “Zamba para desandar caminos” e “Guajira para la esperanza de América”.
CALIXTO CORAZZA e TONINHO, cellos em: “La Ciudad e “Los Hermanos”. Com a participação especial de Don Beto e Brenda

Buenas!

Fiquei pensando qual seria meu primeiro post por aqui, ai pensei : buteco = cachaça, mé, geladas, bom papo, alegria, tequila... ops tequila? Humm coisa latina, depois vi e adorei o post do Marcello sobre os Lo Javas, bem, tinha que ser algo latino e misturado com inicio, com raizes, opa, então achei : Raíces de América.
A banda surgiu com características folclóricas tanto em seu repertório como na sua formação, passou depois a incorporar novos temas, voltados para os problemas sociais e econômicos vivenciados na América do Sul; quando surgiu (1980) logo conquistou o público estudantil, que na época caracterizava-se por ser engajado na luta pela democracia. O grupo gravou onze álbuns. O mais recente é Raíces de América 25 Anos (2006), uma coletânea de sucessos incluindo algumas músicas inéditas.
Neste post, com os dois primeiros da banda, tento resgastar algumas lembranças de utopicos sonhos estudantis. Divirtan-se.
Mas.....
Divirtan-se com muita tequila..........hehehehehehe
Oooo zaqueuuuuuu .vem k zaqueuuuuuu

Link:

21 comentários:

Big clash disse...

Bela postagem...me levou lá nos idos de 1978 quando eu descobri o som desses hermanos refugiados no Brasil...que época mais sinistra pra buscar refúgio por aqui...
Não sei como era onde vocês viveram nesta época, mas em B.Hz., onde nasci e passei boa part de minha vida,além de muito rock ouvíamos grupos e cantores que tinha na música de raíz sua principal marca...Diana Pequeno, Dércio Marques e sua Irmã Dorothy Marques, Marlui Miranda, etc....além do Raíces de América e Tarancon...
Então nós tirávamos as músicas pra tocar nos botecos e também em acampamentos na Serra do Cipó...êta tempo bom,bicho... barraca armada (em todos os sentidos)...hehehe...fogueira, braço de Judas, viola e muito gólo...Se um dia vocês tiverem a oportunidade de conhecer a Serra do Cipó tomem uma ou endoendem a cabeça com o que melhor convir e lembrem-se do velho Big...hehehe..
Valeu Drachen.
Abração a todos.

MPBALTERNATIVA disse...

valeu, curto bastante essa banda, no inicio dos anos 80 conheci um dos vocalistas .
grande postagem

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Como eu disse lá no post do Los Jaivas, existiam (e ainda existem) muitos desses grupos latino-americanos, cheios de rapazes sem dinheiro no bolso, vindos do interior... rsrsrsrsrs O Raíces de America foi um dos que conseguiram gravar LPs e alcançar algum sucesso. Mesmo que não apresentem nada de novo, vale pela qualidade intrínseca (êta, palavra danada!! rsrs) e também culturalmente.
Sem contar que contavam com um dos melhores baixistas que já vi tocar: Willy Verdaguer, que também detona no primeiro do Secos & Molhados.
Ótima postagem, Drachen!
Valeu!
ML

Edson d'Aquino disse...

Falei no Tony Osanah lá no post do Ronnie Von e o hermano tá aqui novamente. Tenho os 3 primeiros Lps deles e fui a alguns shows, eram muito bons. Aliás, como disse no post do Los Jaivas, curto muito música andina e também folclórica de baixo do Equador.
Zaqueu, um 'garoto' e uma ALeda!
[]ões

Renato Stay Rock disse...

Tb tenho o primeiro Raíces de América (1980) Lp.Demais... Zaqueu..me manda um Pisko!!

DAGON disse...

Vcs conhecem cada coisa, hehe, cada dia me surpreendo mais nesse boteco,rs.

Abs.

Drachen disse...

Diz ae Big....é issu mermu, boas mochiladas, e só pelo fato de tomar uma, acho q vou conhecer aquela serra kkkk

abraço

Drachen disse...

Fala ae Marcello, concordo sobre o Willy, grande instrumentista, e com certeza tinha outras bandas, que "culturalmente" nos mostraram algo naquela época.

abraço

Drachen disse...

Diz ae MPB , ah eu curti muito mermão, bons tempos dos shows deles, principalmente no teatro brigadeiro em sampa, motivo de reunião dos "engaijados",,,

abraço

Drachen disse...

Fala ae Edson, teu post q me levou a postar ......e deu até saudades, tb gosto do som andino, tem uns malucos adeptos, q com seus intrumentos fazem altos e bons sons.....

abraço

Drachen disse...

Diz ae Renato, tb considero bom o som dos caras, e sabe, tenho saudades da época, principalmente pela fidelidade de caminhos....é...o tempo passa...


abraço

Drachen disse...

Fala ae Dagon, vc? surpreso?

ihhh acho q tu ta tomando poucas...kkkkk

bora pedir pro Zaqueu encher teu copo....kkkkk

abraço

DAGON disse...

Eu é bebo, rs. Meio de ressaca e meio bebo, rs.

Anônimo disse...

Moçada...esses discos do Raíces de America, que os tenho até hoje em vinis, marcou muito minha adolescência e minha incipiente formação política.
Valeu muito!

€aµ disse...

Hum... Eu gosto!
Onde me leva? Coca-cola gelo e limão... e agora!
Vai entender!!!!
Bjos

(Sei não, ó... me sentindo 'Luluzinha' no clube do Bolinha... risoss)

:op

DAGON disse...

Que Luluzinha em clube de bolinha oq Cau, aqui vc é minha convidada, puxa uma cadeira ai e bora tomar uma, rs.

Beijoca.

mauri disse...

Dos meus vinis só sobrou um Passport e um Raíces de América(detonado).Agora poderei ouvi-lo novamente.Valeu!

Chico disse...

Bela postagem!
Fantástica banda do início dos anos 80.
Eu tenho os 3 primeiros LPs deles em estado de conservação fantástico. Se alguém quiser eu tenho o album fruto do suor muito bem ripado por mim.

Marco disse...

Puxa...estava atrás deste primeiro disco a muitos anos....assisti o raices em Porto Alegre na época do lançamento deste disco...eu trabalhava numa gravadora local que tinha ligações com a Eldorado...lembro de ter ficado extasiado com a voz da Mariana Avena, tanto que nunca mais esqueci. Eu tinha um disco autografado pela banda que com o passar dos anos acabou sumindo...muitíssimo obrigado pela postagem

nane_carey disse...

:)

Denys P.R. disse...

Podeira reupar o link do volume II?
Agradeço desde já
Denys P.R.
=========================